As verdades...

“Cognoscetis veritatem et veritas liberabit vos”

João 8:32

(Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará)

 

A

cada dia se torna mais importante responder a essa intrigante pergunta milenar que continua importunando as mentes dos seres humanos diante de uma crescente oferta de fatos e opiniões controversas disponibilizadas pela globalização: -- O QUE É A VERDADE? Muitos hesitarão em responder. Outros preferirão ignorá-la em face de suas possíveis repercussões em suas vidas... Há também os que alegarão conhecê-la e estarão sempre seguros acerca disso e prontos para nos auxiliar na busca dessa resposta que consideram ser a única correta... Entretanto, essa questão é muito mais simples do que parece e todos concordarão com essa afirmação: A VERDADE É TUDO AQUILO EM QUE VOCÊ CRÊ...

É justamente nisso que reside o problema. Aquilo em que você crê quase nunca é aquilo em que outra pessoa acredita, mesmo aquelas pessoas com as quais você convive, todos estando seguros, todavia, acerca de suas crenças... Assim, é fácil perceber que, para cada indivíduo, a verdade depende de sua educação, do ambiente em que ele se criou, de suas possibilidades materiais, das idéias de seus professores e, principalmente, do que ele escuta, diariamente, incessantemente, nos noticiários e vê na televisão, no cinema, no teatro e mais recentemente, nas redes sociais...

Quando maior a sua cultura, menos estará sujeito às armadilhas dos formadores de opiniões, artesãos das verdades que lhes interessam, hoje capazes de as difundirem globalmente. O mundo globalizado tornou possível a criação de verdades segundo o interesse de quem as patrocina. Nem todos se dão conta deste perigoso fato. A oferta de idéias prontas inibe em muitos a pesquisa sobre sua veracidade e tendência política e, como sabemos desde a Alemanha nazista, qualquer mentira repetida incessantemente pode se tornar verdade na mentes mais simples... Hitler sabia disso e conseguiu convencer o povo de que o holocausto seria lógico... A globalização consegue lavar as mentes segundo o interesse de quem paga por isso. Muitos estão pagando...

Hoje, é muito comum que deparemos com notícias que nos fazem duvidar de sua veracidade. Dois mais dois nem sempre são quatro nos jornais quotidianos. Sempre que isso ocorre, e nos opomos à idéia transmitida, corremos o risco de sermos rotulados de teóricos da conspiração, ridicularizados ou menosprezados pelas mentes mais ignaras ou fúteis, muito mais preocupadas com outros chamamentos que abundam em nosso dia a dia. Mesmo quando a lógica refuta claramente a assertiva, a maioria ignora o fato e prefere pensar em outra coisa. Afinal, o preço a pagar por se refutar o que se considera politicamente correto pode ser caro demais...

Este é, por exemplo, o caso do sadista Che Guevara. Embora todos saibam que ele foi um frio assassino que fuzilava pessoas presas por pensarem de modo diverso, incluindo mulheres grávidas e menores de idade, não é raro constatar que seres racionais tatuam sua figura em seus corpos, estabelecimentos comerciais exibem sua imagem e adeptos deste sinistro comportamento se contam em grandes números...

O mesmo ocorre com a utopia denominada comunismo que, embora seja responsável pela morte de mais de cem milhões de seres humanos e tenha conduzido à ruína econômica todos os países que o adotaram como sistema político, continua a ser considerada como alternativa viável para a solução de problemas sociais. Epa! Dois mais dois acabaram de não serem quatro! Como o comunismo sobrevive diante de seus resultados desastrosos? Porque os pseudodefensores da democracia defendem uma ditadura como a cubana? Isso é totalmente ilógico!

Ora, a verdade é aquilo em que você crê que, quase nunca, é verdade, mas sim o interesse de alguém muito poderoso para patrocinar a versão que lhe trará lucro... A idéia de que o comunismo ainda pode dar certo é muito interessante para os poderosos, pois ela possibilita que esse sistema político seja adotado por muitos países, mormente, aqueles onde a educação é deficiente.  A educação pode ser mantida deficiente de modo bastante simples: simplesmente, não se investindo nela tudo o que seria possível... Isso é muito conveniente, já que a ignorância aumenta a probabilidade de que a globalização influencie as mentes do povo.

Essa é a razão de existirem muitas verdades, muitas guerras, muitas divergências, muitas correntes de opinião e do grande sucesso da estratégia da divisão que enfraquece um povo, facilitando a sua conquista sem exércitos... Brasil, um país de todos, sugerindo que sempre estivemos e continuaremos divididos... Quotas para negros, sugerindo que não estão nas Universidades por causa do racismo da sociedade e não por não terem tido a oportunidade de obterem uma educação gratuita de qualidade - o que seria culpa do governo. Isso é aceito, mesmo sabendo-se que eles não são inferiores aos irmãos de outra cor... Dois mais dois passam a serem iguais a mil...

Observe que a maioria das pessoas acreditou que o Legacy que colidiu com o Boeing da Gol a mil e quatrocentos km por hora de velocidade relativa pousou... Atenção! Planeta Terra chamando! Acordem e raciocinem! Não se deixem levar pela lavagem cerebral... Muitos também acreditaram que o piloto de Eduardo Campos impactou o solo de nariz para baixo, vendo o solo se aproximar tendo comandos de voo... (é claro que os comandos foram sabotados... Tanto que marina -- que adotou a palavra sustentabilidade, criada para estagnar o terceiro mundo -- não entrou no avião...)

Terroristas que, em passado recente, tentaram subordinar o país à ex-URSS e implantar em nosso solo uma ditadura assassina como a cubana foram transformados em heróis que lutavam pela democracia... Muitos que não pesquisaram os jornais acreditam nisto e, inclusive, elegem membros deste grupo de traidores para altos cargos da Nação. Apesar dos resultados cada vez mais desastrosos, insistem em não mudar de opinião... é a lei da inércia que se volta contra a mudança de hábitos e de crenças, mesmo ante à lógica dos fatos...

Mas, nada teve mais êxito do que o aproveitamento do fato de todos estarem certos de que os EEUU eram inimigos mortais da ex-URSS. Isso fez com que muito poucos percebessem que deixaram de combater os esforços da URSS, China, Albânia e Cuba para comunizarem a América Latina tão logo perceberam que a corrupção causada pelo comunismo logo arruinaria aqueles países e todos os outros que adotassem essa ideologia... Isso, de fato, ocorreu e, como era esperado, caiu o muro de Berlim e, nas mentes sadias, essa utopia ficou totalmente desmoralizada...

Todavia, em face de seu potencial de retardar o progresso econômico do terceiro mundo, as esquerdas foram apoiadas pelos poderosos, secretamente, por contribuírem com um dos seus mais importantes objetivos, qual seja: conseguirem manter vantagens nas trocas comerciais – trocarem produtos com alto valor agregado por cereais e matérias primas...

Como os objetivos das políticas de esquerda são o nivelamento por baixo, o atendimento ao social pela distribuição de riquezas e o combate ao acúmulo de capital fomentador dos investimentos que criam essas riquezas, o resultado obtido é sempre a falência total do sistema como sempre ocorreu com os países que se empolgaram com essa utopia... Tão logo as riquezas tenham sido distribuídas e os cidadãos desencorajados de produzirem algo, seduzidos pelo recebimento de esmolas que estimulam o desemprego  e a miséria, inicia-se a falência do Estado. Apenas o setor primário da economia continua a ser patrocinado pelos poderosos. Afinal, a população planetária está aumentando e necessita de cereais...

O advento da globalização veio a calhar pois facilitou a propaganda de esquerda. As Universidades foram transformadas em locais de doutrinação comunista. As telas de TV, dos cinemas, os palcos, os jornais e revistas, os livros, os movimentos sociais, todos falando as mesmas meias verdades, as transformaram em verdades inteiras. Elas foram propagadas em larga escala com imenso sucesso, pois se sabe que somente podem ser refutadas por quem seja capaz de lhes acrescentar a metade suprimida.  Isso, por serem, de fato, verdades, embora parciais, conduzindo as vítimas a conclusões enganosas.

Por exemplo: Um marido é confrontado com a foto de sua mulher saindo de um motel abraçada a um homem... Meia verdade que causou a separação do casal... Caso lhe acrescentassem a outra metade... Caso o marido tivesse sabido que aquele homem havia sido atropelado em frente ao motel e que sua esposa o salvara, conduzindo-o para o interior do estabelecimento enquanto aguardava a ambulância... Nossas crenças estão, hoje, calcadas em meias verdades. Somente os que pesquisam os fatos em fontes confiáveis como bibliotecas, ou que são capazes de entender outros idiomas, ou procuram ler os dois lados de uma questão conseguem acrescentar as metades suprimidas e formarem uma nova verdade...

As provas acerca disso nos cercam e estão presentes em nosso dia a dia. Observe os enredos das novelas... Não há quase pessoas ou famílias normais... abunda a falta de caráter dos personagens... sempre há homossexuais, como se eles fossem um grupo majoritário...

É raro que se consiga assistir a TV sem ouvir algo acerca dos anos em que éramos governados pelos presidentes que morreram pobres... Palavras de ordem são repetidas à exaustão: tortura, anos de chumbo, repressão, ditadura... Mesmo tendo os fatos relembrados, diariamente, se passado a mais de quarenta anos... Aliás, isso facilita tudo, pois apenas os cidadãos com mais de cinquenta anos viveram os anos em que não se precisava telefonar incessantemente para nossos filhos para verificarmos se ainda estão bem e, assim, a maioria acredita nas meias verdades propagadas...

Lênin estabeleceu a estratégia para arruinar o capitalismo: “Xingue-os do que você é, acuse-os do que você faz.” O comunismo somente pode ser vitorioso sobre as ruínas do capitalismo... É preciso destruir a família e a moral cristã, bastiões da sociedade capitalista... Por isso, o alto grau de cinismo de nossos políticos atuais... Isso explica as censuras à atuação dos policiais que necessitam matar para não serem mortos... Primeiro, o governo facilita a entrada de armas, munições e drogas por nossas fronteiras, desativando unidades militares, reduzindo suas verbas e desarmando a população... Em seguida, tenta desarmar também os policiais. Finalmente, os acusa de se defenderem quando é a negligência do governo a causa de nossa insegurança e as muitas mortes de policiais, de inocentes cidadãos e de bandidos. Ainda por cima, valem-se de comunistas como Maria do Rosário para aliciar ignorantes dessas verdades, criando as suas torpes e cínicas meias verdades...

Qual é a sua verdade? Será que a lógica não lhe diz algo? Acorde, antes que não haja mais solução...

 

Carlos Hernán Tercero  

    

© todos os artigos deste site podem ser reproduzidos desde que sejam citados o autor e a fonte.