Primeiro Erro

Não crer em Deus

 

Todas as coisas no universo foram criadas por  Olodumaré.                        No princípio, criou Deus os Céus e a Terra.

                                                         Da sabedoria do Ifá                                                                            Gênesis 1:1

 

C

rer que Deus não existe é prova de suprema falta de percepção das maravilhas e das perfeições deste Mundo que, de forma alguma, podem ser atribuídas ao acaso. Muito já se escreveu a esse respeito, pouco havendo a acrescentar ao assunto. Na verdade, todos os que têm encontro marcado com a morte, embora poucos confessem... ao encostarem a cabeça no travesseiro são fustigados pela insegurança e sensação de desconforto geradas pelo ateísmo. É claro que essa insegurança e esse desconforto são diretamente proporcionais à idade e a saúde dos ateus... 

Mas, dos sete erros listados, esse é o que menor mal causa ao planeta. O mal que os ateus fazem volta-se contra si próprios. A maioria deles tem que preencher o vazio de sua crença com a ciência e com a lógica, o que tende a torná-los socialmente úteis.

(N.A. - para os efeitos desse trabalho considera-se ateu aquele que não crê nem na vida após a morte, nem na existência de espíritos, nem na de um ser supremo administrador de justiça)

Os ateus têm que atribuir à casualidade as desventuras da vida. Por isso, conhecedores da curva de distribuição das probabilidades, procuram criar mecanismos que melhorem suas chances de burlar a distribuição normal que limita a ocorrência dos eventos espetaculares. Essa distribuição de eventos revela que situações maravilhosas podem ocorrer em nossas vidas, porém são raras. Os eventos costumeiros são aqueles mais facilmente encontrados. Tanto as grandes desgraças quanto as grandes conquistas são incomuns, podendo-se contá-las pelos dedos. Não sendo fácil a ocorrência de eventos tão espetaculares quanto os que sonham, resta aos ateus o expediente de tentarem melhorar as condições gerais de qualidade de vida, pois atribuem a pior qualidade de vida à morte. Eles consideram a morte como sendo a pior das dores, pois ela representaria a perda da individualidade. 

Os que são ateus por ignorância quase sempre deixam de sê-lo tão logo experimentem qualquer saber. O mal que fazem enquanto ignorantes assemelha-se ao mal feito por outros ignorantes que crêem em Deus, sendo, pois, creditado mais à ignorância que ao ateísmo.

Os que são ateus por convicção tendem a ceder à tentação de acreditar em algo mais tão logo a velhice os alcance...

Assim, o ateísmo é um credo que se anula com o passar dos anos. Muito poucos ateus morrem sem crer em Deus.

ibatan

 

Os sete erros Primeiro erro Segundo erro Terceiro erro Quarto erro Quinto erro Sexto erro Sétimo erro Conclusão

© todos os artigos deste site podem ser reproduzidos desde que sejam citados o autor e a fonte.