Ovos e Coelhos...

 

 

 

 

 

 

"Se os fatos não se encaixam na teoria, mude os fatos..."

Einstein

 

A humanidade abraçou o materialismo mesmo sem ser capaz de explicá-lo...

 

"O gato se esconde, mas seu rabo sempre aparece..."

expressão popular

 

 

 

 

Há muitos anos atrás, os seres humanos cultuavam a Deusa Osterana (a Deusa da Fertilidade). Naqueles tempos, as mulheres tinham que auxiliar no trabalho nos campos agrícolas e, portanto, seus filhos não poderiam nascer enquanto elas fossem necessárias nas plantações. Assim, era imperioso que engravidassem apenas em março, para que seus filhos nascessem em dezembro, quando era inverno, quando o gelo cobria os campos e seus maridos as podiam auxiliar, já que não havia trabalho a ser efetuado fora de suas casas. 

 

Para isso, uma grande orgia era organizada no dia da Deusa Osterana, o dia do equinócio da primavera. Esse dia marca o  instante em que o Sol, em sua órbita aparente (como vista da Terra), cruza o plano do equador celeste (a linha do equador terrestre projetada na esfera celeste). Mais precisamente, é o ponto no qual a eclíptica cruza o equador celeste e, portanto, a duração do dia é igual à da noite. A palavra equinócio vem do latim, aequus (igual) e nox (noite) e significa "noites iguais", ocasiões em que o dia e a noite duram o mesmo tempo, ou seja, doze horas. Esse dia cai no dia vinte ou vinte e um de março, todos os anos.

 

 

Nesse dia, todos se reuniam num monte elevado, acendiam-se fogueiras e as mulheres eram engravidadas. Todavia, como existiam animais ferozes à solta, eles esperavam a primeira noite de lua cheia após esse dia para realizarem o evento pagão.

 

É da deusa Osterana que derivam as palavras: easter (páscoa em inglês), esterilidade, histerectomia e útero, por razões óbvias.

 

Quando o Papa estabeleceu o dia da comemoração da ressurreição de Cristo, seguiu o costume pagão, exatamente da mesma forma como foi estabelecida a data do seu nascimento... A Igreja preferiu agir de modo político, fazendo coincidir uma comemoração pagã com uma data religiosa para se valer do fato de já haver uma multidão comemorando outra coisa, parecendo que obedeciam a uma determinação papal... Assim, salvavam as aparências. Foi como se você alterasse o seu aniversário para o dia de Carnaval e dissesse a todos que a multidão estava nas ruas por sua causa...

 

A nossa páscoa ocorre no primeiro domingo, após a primeira lua cheia, após o dia do equinócio da primavera no hemisfério Norte (equinócio de outono aqui), ou seja no primeiro domingo após o dia da Deusa Osterana!

 

O que tem a ressurreição de Cristo a ver com isso?????????

 

Do mesmo modo como ocorre no Natal, o materialismo apagou uma comemoração religiosa. No Natal -- Papai Noel! -- na Páscoa -- ovos e coelhos?...

 

Ovos e coelhos? Sim: os ovos são os óvulos do útero feminino, símbolos da fertilidade, já que a Deusa Osterana era a Deusa da fertilidade... Mas, porque coelhos? Ora, coelhos são os animais que mais copulam...

 

Se os fatos não se encaixam na teoria, mude os fatos... Barbaridade!

 

 

O carnaval também depende da Deusa Osterana, pois a terça feira gorda ocorre quarenta e sete dias antes do domingo de Páscoa. O mesmo ocorre com a comemoração de Corpus Christi que foi marcada para sessenta dias após o domingo que se segue ao dia da Deusa... Já o Pentecostes - o dia da descida do Espírito Santo sobre os Apóstolos - é comemorado cinquenta dias após o domingo que se segue ao dia da Deusa... Subtraindo-se sete dias, tem-se o dia em que se comemora a Ascensão de Jesus, 43 dias depois do domingo que se segue ao dia da Deusa...

 

Quarenta e três dias, pois se subtraem os três dias que Jesus passou na sepultura, obtendo-se assim os quarenta dias em que Jesus permaneceu dando instruções a seus Apóstolos, mostrando, de modo irrefutável, que não existe a tal da morte...

 

Aliás, se houvesse morte, Deus não deixaria que matassem seu filho...

 

 

Ou seja, resumindo tudo, matematicamente:

 

Deusa = 21/3

Deusa+lua cheia+domingo=Páscoa

Deusa+lua cheia+domingo+40=Domingo de Ramos

Deusa+lua cheia+domingo-47=Terça-feira gorda

Deusa+lua cheia+domingo+3+40=Ascenção do Senhor

Deusa+lua cheia+domingo+50=Pentecostes

Deusa+lua cheia+domingo+60=Corpus Christi

 

(obs: o número quarenta é consagrado nas Escrituras nas passagens relativas a Noé, Moisés, Elias, Jesus, tentação de Cristo, Judeus, etc...)

 

Esqueçam da deusa e lembrem-se de Cristo!

 

Ovos e coelhos são expedientes para que os humanos evitem falar acerca do que todos estamos fazendo aqui e finjam comemorar aquilo que evitam lembrar...

 

Ao invés de inventarem mentiras hipócritas acerca do significado dos ovos e dos coelhos, colaborando com a indústria do chocolate e das vendas relacionadas a coelhos, diminuindo a importância dos ensinamentos religiosos, aproveitem a oportunidade para ensinarem a seus filhos um pouco do Evangelho e comecem, de modo inteligente, a prepará-los para o ateísmo e para o cinismo deste planeta...

 

Expliquem o propósito de Deus ao enviar seu filho para nos revelar a inexistência da morte e a certeza da vida eterna. Isso, certamente, auxiliará a forjar o seu caráter desde cedo, trazendo-lhes muitas vitórias no futuro...

 

ibatan

© todos os artigos deste site podem ser reproduzidos desde que sejam citados o autor e a fonte.