Coincidências estratégicas...

(Roteiro dramático fictício em 21 atos)

 http://polestrare.org/fidellulabeto.jpg

 

  Observação: Esta é uma obra de pura ficção. Todos os nomes, fatos, crimes etc. aqui descritos ou insinuados são, portanto, fantasiosos e inventados pela imaginação do autor. Qualquer semelhança com eventos reais, com fatos ocorridos ou nomes de pessoas não passa de mera coincidência...

 

À

s vezes, diversos fatos coincidem, gerando consequências de tal modo coerentes que se chega a suspeitar não serem apenas coincidências. Esse parece ser o caso de alguns fatos que poderiam ter ocorrido em nosso pobre país que parece ter sido assolado nas últimas décadas por uma série de eventos que muito se assemelham a etapas de um plano destinado a retardar quaisquer chances que tenhamos de progredir. Mas, é claro que essas etapas, que até poderiam constituir um roteiro para peça de ficção estratégica, não devem passar de simples coincidências... Mesmo assim, as reuni nesse artigo.

Vejamos como poderia ser escrito o roteiro para esse fictício, é claro, drama estratégico:

Cena um: Anos 70 – Organização Estratégica – Estrategistas discutem a lógica de uma monografia apresentada por um simples Coronel, estagiário de curso de altos estudos militares, que ressalta o perigo do pleno desenvolvimento planetário sob o modelo atual. Sustenta que o desenvolvimento de países atrasados pode ser capaz de acarretar eventos catastróficos na ordem planetária, tais como alterações climáticas, poluição, desabastecimento etc. O trabalho ressalta que quinze por cento dos habitantes do planeta consomem oitenta e cinco por cento de tudo o que existe e, assim, oitenta e cinco por cento de subdesenvolvidos consomem os quinze por cento do que resta.  Daí, conclui que, caso o terceiro mundo se desenvolva, o “modus vivendi” planetário terá que ser alterado, inclusive a matriz energética atual, em face do aumento catastrófico da poluição planetária, filha do progresso dos povos. A monografia ressalta, todavia que, caso possa ser retardado o progresso do terceiro mundo, poder-se-á manter o “status quo”, por muitas décadas, sem ocasionar danos de monta à ecologia planetária, sendo também mantido o atual modelo confortável de vida no primeiro mundo.

Porém, o mais intrigante é que o Coronel alega já estar o comunismo internacional derrotado por sua corrupção burocrática, desmotivação das elites, tecnologia inferior, inexistência de economia de escala, perda de cérebros que fugiram em busca de liberdade, etc. etc. Alega como prova o fato de nenhum país comunista ter obtido progresso similar às economias capitalistas. Vaticina a queda do sistema comunista e a consequente vitória de seu país na luta pelo poder que travam há décadas. A conclusão é ainda mais espetacular, pois sugere que, antecipando-se às necessidades do estabelecimento de uma nova ordem mundial que inevitavelmente virá, eles devem passar a apoiar os movimentos comunistas mundiais, ao invés de combatê-los, como forma de frearem o progresso do terceiro mundo e mesmo de alguns países desenvolvidos.

Forma-se grande discussão, dividindo-se as opiniões, uns apregoando a genialidade da ideia, outros a imbecilidade do autor, recomendando os mais extremados a imediata expulsão de tal perigoso traidor comunista daquele estabelecimento de ensino.

Cena dois: Anos 80 – Organização estratégica de segurança nacional – Diretores aprovam o estabelecimento de uma Organização destinada a estabelecer vínculos com todos os lideres comunistas de países em desenvolvimento que apresentem potencial de galgarem postos políticos de interesse. Esses líderes serão convidados a participarem de atividades ricamente patrocinadas, de modo a facilitar a obtenção de sectários dos interesses que a Agência pretende defender ou forjar dados que os possam deixar de rabo preso... Toda e qualquer medida é considerada válida – os fins justificam os meios - desde o simples e velho suborno, até o emprego de belas, sedutoras e educadas senhoritas, juntamente com câmeras estrategicamente colocadas em ambientes insuspeitados... O que importa é que o comunismo prevaleça em toda a América Latina; que ocorra o desarmamento desses países; que as suas forças armadas sejam alijadas do cenário político ou mesmo extintas ou transformadas em organismos policiais, que a corrupção, as drogas e o crime sejam “tolerados”, que a família e a moral cristã sejam enfraquecidas e, mais importante do que tudo, seja estagnado o crescimento econômico desses países. O Coronel tinha razão...

A cena revela que o expositor do projeto é o -- anteriormente simples – Coronel, que idealizara o plano sinistro, agora com muitas estrelas no ombro.

Cena três: Anos 90 - Famoso líder político, agora governador de um Estado brasileiro, rememora a forma como foi hospedado em suntuoso hotel em Nova York e apoiado em suas pretensões políticas de oposição ao governo militar brasileiro, recebendo o patrocínio de custosas viagens onde suas ideias foram livremente expostas, combatendo o regime dos presidentes que morriam pobres, aos quais sempre se opusera (que haviam elevado o Brasil à posição de oitava economia do mundo e tinham a pretensão de torná-lo independente dos interesses econômicos e políticos dominantes e subjugadores). Ele proíbe a polícia de combater criminosos e sob a sua inspiração é criado o famigerado Comando Vermelho.

Cai o muro de Berlim, marcando a ruína do comunismo. Na América, Fidel, Chávez e Dirceu se reúnem e fundam o Foro de São Paulo, destinado a “recuperar aqui o que se perdeu no Oriente...” Ou seja, reativar o comunismo e a ditadura do proletariado que já havia matado cerca de cem milhões de seres humanos... (dezessete mil fuzilados somente na ilha de cuba).

Cena quatro: Épocas variadas – Diversos líderes frequentam a Organização estrangeira que os recepciona principescamente para facilitar seus propósitos escusos... Lautos banquetes, viagens fantásticas, belas mulheres, vinho, música, adulações e honrarias... É difícil resistir a tanta riqueza e mordomias... A mídia e a Universidade sob controle dos comunistas, secreta ou dissimuladamente apoiada pelos interesses dos poderosos, atua livremente em célere lavagem cerebral, valendo-se do emprego de meias verdades.

Em toda a parte, às crianças são ensinadas pelos professores e pela mídia “Palavras de Ordem” oriundas da lavagem cerebral, destinadas a facilitarem a subjugação do estado brasileiro aos interesses marxistas, leninistas, maoistas, trotskistas, stalinistas, gramscianos, anarquistas, derrotistas, entreguistas, etc. - REPRESSÃO (como se o crime não devesse ser reprimido!) – ANOS DE CHUMBO (como se o chumbo não fosse deles!) – DITADURA (mesmo os presidentes saindo do poder, havendo mais de um partido, eleições livres para quase todos os cargos e liberdade de ir e vir!) – TORTURA (como se a tortura não estivesse presente no cenário nacional desde Cabral! E como se Mario Lago não tivesse recomendado a todos os presos comunistas a mentirem, alegando terem sido torturados para invalidarem condenações jurídicas!). Mas, estranhamente, um maníaco torturador, sádico, apreciador de fuzilamentos, denominado Che Guevara, passa a ser cultuado como herói macabro... 

Nomeiam-se logradouros com nomes de torturadores e traidores covardes como Carlos Lamarca e  Diógenes Sobrosa de Souza que obrigaram o Ten. (PM) Alberto Mendes a engolir seus órgãos genitais antes de executá-lo com coronhadas de fuzil. Ditadores sanguinários como Fidel Castro são apontados como exemplo de democracia?! Dois pesos e duas medidas tornam-se coisas lógicas na avalanche de propaganda facciosa e falaciosa, brilhantemente explorada ante a massa ignara, mantida na ignorância em universidades gramscianas e escolas de meias verdades... Fazem um filme para amenizar a vida sinistra do assassino sádico che guevara... Esse filme (bastante chato) ganha quinze prêmios... O mesmo tentam fazer com o covarde terrorista assassino marighella, o autor do mini manual do guerrilheiro urbano, agora adotado pelo estado islâmico... O filme não encontra muito apoio...

O salário dos professores é mantido em níveis ridículos, de modo a afastar todos desta profissão e a desestimular os mais capazes, que a adotaram por altruísmo, a prosseguirem em sua sagrada missão de capacitar os jovens a perceberem a lavagem cerebral à qual estão sendo submetidos. O país continua estagnado. O progresso é insuficiente e agrava cada vez mais a já injusta distribuição de renda pela manutenção de salários indignos, resultado do desemprego causado pela falta de crescimento econômico. Isso é exatamente o que a “Organização” se propunha a alcançar... Mais movimentos reivindicatórios se formam. Os brasileiros descreem cada vez mais da capacidade de seu país superar os obstáculos. Estão convencidos de que constituem apenas sub-raça, incapaz de grandes feitos... Apesar de todos os grandes exemplos de brasileiros ilustres e de habitarem o mais rico país do mundo.

Cena cinco: Anos 90 - Presidentes assinam diversos documentos, atendendo aos interesses internacionais que os patrocinaram. Tratados internacionais que sempre foram rejeitados pelos brasileiros, como o MTCR e o TNP, são firmados, sujeitando nosso país a cínicos regimes que submetem nosso desenvolvimento ao controle das nações poderosas, as quais violam os próprios textos desses documentos, ora impostos a todos os brasileiros.

Nossa indústria de armas que auxiliara Sadan Hussein a pedido de estrangeiros (e que nos fornecera petróleo a baixos preços durante o terceiro choque do petróleo) foi determinada que fosse extinta. O carro de combate Osório, o melhor do mundo, encomendado pela Arábia Saudita por um milhão de dólares cada, parou de ser fabricado... A via Dutra foi fechada... Collor tapou o buraco da serra do Cachimbo... Isso, após ter bloqueado cinquenta merrecas nas contas dos empresários que não sabiam como fariam suas folhas de pagamento... Afinal, um economista comunista como Ibrahin Eris, formado na Universidade Vanderbilt não sabia disso... Os brasileiros acreditaram... O foguete explode em Alcântara pela segunda vez... Espantosas taxas de juros asseguram a riqueza dos investimentos estrangeiros em nosso país, enquanto nossos empresários, incapazes de competirem sob o peso de tal desigualdade, retiram-se da competição ou são forçados a aliarem-se aos interesses estrangeiros como forma de manterem seu patrimônio ao qual dedicaram todas as suas vidas. Diversas companhias estatais, construídas com o sacrifício de milhões de brasileiros são “vendidas” a empresários alienígenas, inclusive as de importância estratégica, aumentando nossa dependência a fatores exógenos. Os ministérios militares são extintos, sendo nomeado para ministro da defesa um indivíduo que nada sabia de defesa... Os orçamentos militares são cortados bem como os salários... Finda o poder político das forças armadas... Diversas áreas estratégicas, ricas em nióbio, terras raras, petróleo, com possibilidades infinitas de biotecnologia, são isoladas e doadas a tribos de índios que jamais existiram... A economia internacional apoia integralmente a reeleição de um presidente, a ponto de bancar valorização artificial de nossa moeda até poucos dias após ter sido assegurada a manutenção no posto desse valioso aliado estratégico. Os próprios jornais estrangeiros acusam a trama em suas primeiras páginas. Mas, no Brasil, poucos podem ou querem ler o que se diz na imprensa livre internacional... São implantadas urnas eletrônicas criadas por Chávez e Fidel destinadas a fraudarem eleições. Ninguém se importa com o fato da Smartmatic estar sendo processada em três países por fraudarem eleições... Para tornar impossíveis as comprovações, os comprovantes são eliminados e as auditorias proibidas, bem como a transparência das apurações que passam a serem secretas... O povo somente se interessa mesmo é por carnaval, futebol, big brother e música sertaneja... FH assume a vice-presidência vitalícia da organização americana “The Dialogue”... Também começa a planejar a sua substituição por alguém que possa continuar seus planos traidores...

Cena 6: 2001 – Organização estratégica - A “Organização” teme que a vitória de determinado partido político de orientação marxista afete seus planos, fazendo o feitiço virar contra o feiticeiro, já que a diretriz econômica desse governo a ser implementada por Celso Daniel (que seria o ministro da fazenda) reza que:

 “A implementação de nosso programa de governo para o Brasil, de caráter democrático e popular,  representará uma ruptura com o atual modelo econômico, fundado na abertura e na desregulação radicais da economia nacional e na consequente subordinação de sua dinâmica aos interesses e humores do capital financeiro globalizado”. 

Em setembro, renomado jornal publica que Ciro Gomes venceria Lula no segundo turno por um por cento. Dias depois, inexplicavelmente, suas intenções de voto caem abaixo do mínimo que se poderia supor ser possível após ele ter ofendido sua esposa em comício público... Mas, lhe prometem o desvio da foz do Rio São Francisco...

Cena sete: 2002 – Lula vence, obtendo o dobro dos votos que seu partido sempre conseguiu em todas as três eleições anteriores nas quais concorreu... (as urnas funcionam...). Estranhamente, passa sua primeira noite como presidente em Araxá, na CBMM, uma das duas empresas que exportam nióbio (elemento do qual depende a economia do planeta e que somente existe aqui – 98%)... Todavia, também inexplicavelmente, seu governo adota política diversa da que havia defendido durante a campanha política... Também teve que nomear outro ministro da fazenda, já que Celso Daniel foi torturado e assassinado, bem como, estranhamente, mais oito pessoas que tinham algo a ver com o fato... O carisma de Lula é suficiente, entretanto, para manter o povo feliz, mesmo enganado... As taxas de juros aumentam. O Brasil começa a se recuperar do desastre ocorrido quando o mundo percebeu que ele seria eleito. Lula atribui o retorno às condições que existiam antes de sua iminente vitória ao progresso causado por seu governo.

Cena oito: 2003 – O ministro da fazenda de Lula é acusado em discurso no Congresso (pelo Deputado Alberto Fraga) de manter ligações com as FARC. Ele alega ter provas e solicita a abertura de CPI. Espantosamente, NADA é noticiado pela mídia...

Cena nove: 2004/2005 – O governo envida esforços para estabelecer rígido controle sobre a imprensa, sobre o cinema, sobre o poder judiciário e, praticamente, freia as atividades do Congresso Nacional com uma hemorragia de medidas provisórias. O governo inicia a compra de votos, subornando congressistas para ter uma base parlamentar segura...

Cena dez: Épocas diversas – Imensas áreas estratégicas próximas às fronteiras, onde abundam minerais e outras riquezas, são declaradas “Nações” habitadas por uns poucos índios, mesmo contrariando interesses de outros índios. Brasileiros lá são impedidos de ingressarem enquanto estrangeiros circulam livremente. Idiomas alienígenas são ensinados a esses indígenas que operam aviões, possuem dispendiosos veículos importados e permitem a exploração de nossas riquezas por estrangeiros. Crimes por eles cometidos ficam impunes. Dessa forma, as minas de nióbio de São Gabriel da Cachoeira (FH) e da Raposa do Sol (LL) são incluídas nestas áreas... (também ricas em outros minerais e em biotecnologia...).

Cena onze: 2004/2005 - Uma vez aparelhados todos os escalões de importância da máquina estatal com elementos partidários do PT, prosseguem os esforços deste partido para dominar todo o cenário político por longo tempo. Talvez, como parte desse plano tivesse surgido a necessidade de se eleger Greenhalg como presidente da Câmara. Seu passado de lutas pela imposição de um regime comunista no Brasil assim o recomendaria. Esforços são envidados no sentido de que se pudessem abrir os arquivos ditos militares, (que o povo imagina esconder informações acerca de militares) de modo a que se conseguisse obter informações que facilitassem a eleição de Greenhalg. Farsas parecem ter sido montadas. Primeiro, a foto de Herzog preso -- que se descobriria ser, na verdade, um padre canadense que visitaria um bordel... A mídia silencia sobre o fato. Logo em seguida, emissora de TV que o BNDES de Lula teria salvado de insolvência econômica apresenta no “Fantástico” o famoso churrasco da Base Aérea de Salvador, onde incompetentes militares teriam “queimado documentos ultrassecretos para destruírem provas” (SIC). Ninguém observa que documentos dessa classificação não mais são queimados, mas sim dissolvidos por poderosos picotadores de papel que os transformam em poeira... Ninguém acredita quando se revela que aqueles documentos foram guardados por um bombeiro que auxiliou o rescaldo do prédio do Aeroporto Santos Dumont após o incêndio lá ocorrido. Naquele local estavam os arquivos guardados em cumprimento a lei de Fernando Henrique que os lacrava por cinquenta anos... Mas, dessa vez a coisa funciona e Dirceu abre os arquivos, tomando conhecimento do que contêm para, logo em seguida, arquivá-los de novo por longos anos... (afinal descobriu que eles somente continham os crimes que seus amigos praticaram). Greenhalg deveria ser eleito, pois, caso o câncer de Lula piorasse, como presidente da Câmara dos Deputados ele assumiria a presidência (o vice estava mal de saúde e era da direita). Más línguas dizem que se o câncer não o matasse...

Cena doze: 2004/2005 – Organização – Os diretores reunidos analisam as novas ações do Foro de S. Paulo destinado a instituir a União das Republicas Socialistas da América Latina (URSAL). Chávez comprara cem mil fuzis AK-47 (Kalashnikov).  Dirceu tentava eleger Greenhalg. O MST cada dia mais organizado, recebendo apoio integral do governo e financiamento que lhes possibilita efetuar dispendiosa marcha paramilitar sobre Brasília, onde são adestrados em ações de coordenação, comando e controle. Decidem que Lula deve continuar mesmo com câncer e que, para tanto, por precaução, (no caso das más línguas estarem certas...) Greenhalg não será eleito, mas sim um idiota que impeça Dirceu de “forçar” o afastamento de Lula, pois temiam (os que elegeram lula) que Greenhalg assumisse a presidência e fechasse o Congresso (sonho de dirceu). Seriam comprados os votos necessários a isso. Decidem que, ao invés, o presidente da Câmara deveria ser um indivíduo que fortalecesse a posição de Lula. Alguém que jamais seria admitido por sua idiotice como seu substituto. Decidem também que essas teorias de Dirceu estariam atrapalhando e que ele parecia ter pretensões “richilieuanas”... Daí, surge Severino... (via mensalão, já que Marcos Valério decide inverter suas ações por gostar de sua saúde)

Cena treze: 2005 – Donald Rumsfeld chega ao Brasil e teria apresentado ultimato a Lula. Uma semana antes, teria sido o responsável pela publicação do antigo caso do envolvimento de Palocci com as FARC, para mostrar como poderia prejudicar a posição de Lula, mas, este teria se recusado a atender as novas exigências.  Sugerem que deixe por conta deles as ações para limpar o campo. Lula concorda e envia no mesmo dia seu avião a Caracas para informar as exigências a Chávez. Poucos dias depois, Condoleezza chega ao Brasil, declarando que nosso projeto nuclear é maravilhoso... Ou seja, que apoia o governo Lula integralmente. Dirceu e seu estado-maior passam a ser gradualmente removidos... Mas, recusam-se a deixar o poder de fato.

Cena quatorze: 2005 – Muito estranhamente, uma propina de tão somente três mil reais recebida pelo Marinho, que envergonharia qualquer petroleiro, vira escândalo, gerando a CPI dos Correios que envolve Roberto Jefferson, deputado com oito mandatos consecutivos e criminalista de peso... Mais estranhamente ainda, esse deputado (pela primeira vez, em dez mil anos, pesquisando em todo o planeta!) declara-se ladrão! Em seguida profere uma frase: “Dirceu, se você não sair daí rápido fará culpado uma pessoa inocente...”. Caiu do armário, foi cassado, mas, também estranhamente, continuou como presidente de honra do PTB... O que lhe teriam prometido nas eleições de 2018, quando terminasse sua cassação para que tivesse proferido aquela inacreditável confissão? Mas... Dirceu cai no mensalão... (infelizmente, Roberto adquire um câncer pancreático que talvez não tenha cura...).

Cena quinze: Joaquim Barbosa, que condenou Dirceu, decide que é melhor para a sua saúde deixar o STF...

Cena dezesseis: Favorecido pelos altos preços das commodities e da situação econômica mundial, Lula distribui dinheiro a muitos programas sociais que cria e financia obras faraônicas em muitos países... A China, em forte expanção econômica enriqueceu o governo lula, importanto diversos produtos brasileiros. Empréstimos secretos a outros países, contrariando nossa Constituição Federal, são concedidos... Nomeia uma mulher que faliu uma loja de um e noventa e nove para importante ministério e para presidente do conselho administrativo da maior empresa brasileira da qual dependem milhões de pessoas e a economia do país... É jogada fora a oportunidade impar de terem sido efetuados investimentos em nossa infraestrutura. Ao invés disso, cumpanheiros enriqueceram roubando trilhões... A Organização estratégica estrangeira vibra com essa irresponsabilidade estagnante e apoia Lula com ímpeto, conferindo-lhe toda a sorte de títulos “honoris causa” possíveis e imagináveis, chegando a ser cogitado para o premio Nobel! O irresponsável aceita que o Brasil sedie a Copa do Mundo e as Olimpíadas, mesmo sabendo o custo de tais eventos e a situação brasileira!

Cena dezessete: Essa incompetenta mulher colocada pelo apedeuta na Petrobrás assina a compra de uma refinaria sucata de ferro velho por alguns bilhões de dólares, contribuindo fortemente para a ruína da empresa. Também, paralelamente, desde o governo anterior, imensas e tenebrosas transações subtraiam nossa pátria mãe tão distraída com os big brothers... Obras diversas são superfaturadas, causando prejuízos astronômicos, seus preços sendo multiplicados muitas vezes, as construções inacabadas e as empreiteiras enriquecendo após contribuírem propineiramente com políticos. O petrolão floresce na calada da noite... Palestras de Lula atingem preços inimagináveis no mercado de bla-bla-bás...

Muito estranhamente, muitos acreditam que um avião Legacy (que teria colidido frontalmente com um Boeing a 1400 km/h de velocidade relativa!) tenha pousado...  (na verdade, teria colidido com um pequeno destroço do Boeing explodido...). Também, muitos creem que um avião da TAM, em Congonhas, tenha se acidentado por causa da pista e não por ter tido seu reverso afetado... Um importante membro do governo é flagrado fazendo Top! Top! Ante a morte de centenas de inocentes queimados! Anos mais tarde, acreditariam, igualmente, que um jatinho tenha impactado o solo de nariz para baixo sem ter seus comandos sabotados... Poucos também perceberam que Eduardo Campos tirava votos da anta no NE, local onde as urnas, até então, não precisavam serem pré-programadas... Poucos perceberam também que não havia tempo para programá-las antes das eleições... Menos indivíduos ainda perceberam que o avião executivo mais moderno do planeta não possuia caixa preta nem gravador de voz e que seu dono não era conhecido... e que Marina (que adotou a rede sustentabilidade - palavra criada pelos que desejam estagnar o progresso do terceiro mundo) não entrou no avião...

Poucos se perguntaram: o que aqueles aviões carregavam?

Também ninguém consegue desviar a foz do Rio São Francisco, apesar de terem gasto uns oito bilhões... Apenas a parte entregue ao Exército brasileiro foi concluída...

Cena dezoito: Não mais podendo ser eleito e não desejando que o foro de São Paulo perca poder, apoiado pelos que temem o nosso desenvolvimento, Lula indica aquela mesma antiga terrorista, guerrilheira, incompetenta - que lutou para implantar aqui uma ditadura - para substituí-lo. Com as urnas de FH tudo seria possível... Ela foi eleita. Aumenta a desgraça nacional. As commodities caem de preço. A economia do mundo não vai bem... Mas... O dinheiro foi sendo torrado aos poucos e... Acabou!

Cena dezenove: Curitiba – Um juiz honesto aparece de novo! A tal de operação lava-jato surge como um raio de esperança neste cenário de cobras venenosas, circulando livremente pela desgraça nacional... Marcos Valério prefere ser condenado por muitos anos a fazer delação... É que ele se recordou da pcfariazação possível... Canalhas assassinos empreiteiros que causaram a morte de milhares de brasileiros com seus roubos bilionários começam a serem presos... Ressurge a esperança.

Cena vinte: Aquela citada incompetenta anta, desejando ser reeleita pelas urnas sem dar muito na pista, inicia uma série de crimes de responsabilidade fiscal, espalha um grande número de mentiras acerca de nossa situação econômica, chegando a reduzir tarifas irresponsavelmente... E consegue fazer com que muitos creiam que ela foi, de fato, reeleita... As apurações são conduzidas dentro do maior segredo possível... Os brasileiros continuam crendo que as urnas não podem ser fraudadas, apesar de algumas centenas de sites nacionais e estrangeiros afirmarem o contrário... Pesquisas encomendadas sugeriram, antes, o resultado que foi pré-programado, para não dar na vista... (quando perto do dia das votações, foram, disfarçadamente, alteradas para indicarem uma reação de Aécio e o resultado final não ser tão díspare quanto as pesquisas anteriores indicavam...).

Os que desejam continuar com sua estrondosa vitória sobre nós, estagnando nossos setores secundário, terciário e nossa capacidade de pesquisa científica e tecnológica vibram, preocupados também com a iminência da Guerra d'Água, ocasionada pelo aumento previsto do preço dos cereais por sua escassez em face do aumento da população planetária e por seu potencial de derrubar todas as bolsas de valores.

Mas... Ela prometera o paraíso e entregou o inferno... Milhões de desempregados, falências por todo o lado, fábricas fechando, protestos nas ruas, panelaços, desespero nos hospitais, greves, balas perdidas e achadas, etc...

Cena vinte e um: Câmara dos Deputados – Finalmente, um criminoso esperto, mais esperto do que lula, declara guerra à famigerada incompetanta e ao foro de São Paulo... Só um elemento com as mesmas qualidades sórdidas de lula seria capaz de derrotá-lo... O país fica lhe devendo muito... A anta vai ter que sair e o país pode voltar a crescer... Será? Aos 45 do segundo tempo, o chefe da quadrilha do senado, aliado ao chefe do puxadinho jurídico, rasga a Constituição Federal para amenizar o castigo da criminosa que comprou Passadena. O resto dos juízes se calam...

Muitos poderiam continuar a elaborar esse fictício roteiro... E agora? Como prosseguiriam? Qual seria o próximo ato? Como será possível salvar o país destas metásteses que já o envenenaram totalmente? Quem ficará de pé? Será que ainda existe alguém como Mourão ou Castelo Branco? Isso porque o maravilhoso malandro criminoso que findou com os planos do famigerado foro de São Paulo foi preso... Ele sabe muito... O que vai falar? Ruirá a república? Mais recentemene, Juizes se habituam a rasgarem a Constituição Federal com uma presteza nunca imaginada por pessoas saudáveis...

Um dos principais delatores dos malfeitos petralhas, Marcelo, tem advogados brilhantes e eles adotam estratégia similar. São chamados setenta e sete auxiliares para efetuarem mais de mil delações premiadas, buscando a prescrição destes crimes. Eles sabem que o tribunal leva muito tempo para julgar foros privilegiados... Essas delações prescritivas inundam o tribunal. Não poderão ser homologadas em muitos anos... Marcelo poderá, assim, ser solto... No Congresso, cúmplices iniciam campanha de melação da tal Operação Lava-Jato... Cada dia, essa operação cresce de vulto, todos os criminosos do legislativo, executivo e judiciário, além de procuradores, desembargadores, policiais, empresários etc. etc. juntando-se para tentarem neutralizar Sérgio Moro, antes de acordarem nas prisões...

É claro que nada disso corresponde à verdade, sendo esta uma obra de ficção. Mas, parece muito. Esse roteiro poderia, também, estimular as mentes dos leitores a pensarem que existiria a possibilidade de que os esforços petistas para que o seu partido se eternizasse no poder poderiam fazer parte de um plano mais complexo, ainda não totalmente visualizado. Caso isso fosse verdade, assistiriam os atuais donos do poder a tudo isso impassíveis? Deixariam escapar pelos dedos anos de planejamento e de lavagem cerebral tão bem elaborada a ponto de terem convencido a muitos que obtiveram mais de cinquenta milhões de votos na última eleição presidencial?

Quem desejasse prosseguir a confecção deste roteiro fictício teria que imaginar outros possíveis desdobramentos políticos. Teria que recordar as palavras de Stédile com seu anúncio de “fazer tremer o latifúndio”. Teria que recordar os esforços, financiados por capital estrangeiro, para que todos os brasileiros honestos tenham sido desarmados, afiançando a quaisquer aventureiros que não correrão riscos em ações revolucionárias e incentivando criminosos a intensificarem suas ações nefastas contra cidadãos indefesos. O desarmamento em muito facilitaria as invasões no interior deste país. O que restaria, caso esse roteiro deixasse de ser ficção, aos indefesos agricultores e aos verdadeiros brasileiros?

Deus permita que esse roteiro, que muito tem de ficção, permaneça sempre assim, apenas como simples ficção...

Carlos Hernán Tercero

© todos os artigos deste site podem ser reproduzidos desde que sejam citados o autor e a fonte.